Feto é encontrado por pescador no Maranhão

A Polícia Civil investiga o caso de um recém-nascido encontrado morto dentro de uma lagoa em Turilândia, a cerca de 164 km de São Luís. O caso aconteceu no último domingo (5).

Segundo a polícia, os principais suspeitos são os pais da criança. O delegado de Turilândia, Alan Bruno, afirmou que moradores da região desconfiavam que a mãe estava grávida, mas ela dizia que não.

“Pessoas do povoado estavam procurando pela criança porque achavam que a mãe estava grávida. Foi então que um pescador estava pescando e encontrou o recém-nascido”, disse o delegado.

Ouvindo moradores, a Polícia Civil também recebeu informações de que a mãe poderia ter jogado o bebê na lagoa para esconder um antigo relacionamento.

“Segundo apuramos, eles [pais] passaram alguns meses separados, mas agora estavam reconciliados. Ela deve ter se relacionado com alguém antes e engravidou. Ao que parece, a motivação foi esconder a gravidez e eventualmente esconder que teve outro relacionamento. São informações informais que nós temos”, afirmou o delegado Alan.

A polícia agora busca ouvir os pais da criança, que ainda não foram encontrados. Além disso, o delegado pediu a exumação do corpo do recém-nascido para descobrir se o bebê já tinha nascido morto, ou veio a óbito pela ação de outra pessoa.

Caso seja comprovado que a criança nasceu viva e foi jogada na lagoa, a pessoa que cometeu o crime pode responder por homicídio qualificado.